Umbanda e os Sítios Naturais

Deus, na sua bondade infinita, criou uma casa planetária chamada Terra para que seres espirituais pudessem evoluir e se auto experimentar. Nesta casa ele colocou tudo o que necessitariam para a sua existência. Colocou o ar, a água, o sol, a terra e toda fauna e flora. Entregou essa casa com seus habitantes aos cuidados de nosso mestre Cristo Jesus. Dentro da sua sabedoria, Deus fez com que os seres espirituais, que foram destinados a evoluir nesta casa planetária, estagiassem em cada um dos reinos dos elementares para haurir forças e sabedoria, iniciando este processo pelo reino mineral, vegetal e animal, antes de chegar ao reino hominal.


Na visão Umbandista, a natureza é o grande terreiro do planeta e devemos cuidar dela como o grande templo sagrado da Umbanda.


Infelizmente, o homem, com o passar dos anos, começou a destruir o planeta com a sua ganância e desrespeito à divindade. O homem perdeu os seus valores e raízes, destruiu os sítios sagrados da natureza nos quais ele próprio estagiou para buscar força e conhecimento.

Dentro da ritualística da Umbanda realizam-se oferendas nos sítios naturais. Estas devem ser feitas com consciência, procurando usar o maior número de objetos da própria natureza e, quando utilizarem utensílios não naturais, estes devem ser recolhidos pelo ofertante após o tempo necessário que a oferenda deva permanecer no local.


A Umbanda tenta transmitir a seus adeptos o respeito que se deve ter pela natureza e pelo nosso planeta como um todo, pois na natureza encontramos as energias que estão presentes não só em nossa constituição física, como astral (vibração dos Orixás).


Infelizmente muitos Umbandistas ainda poluem os sítios sagrados com suas “oferendas”, deixando objetos que levarão milênios para se desintegrarem, como velas, panos, copos, garrafas e outros.


Não podemos dar uma festa para homenagear uma pessoa querida, e deixar a sua casa suja e destruída como presente.


O ser humano não está somente destruindo o seu planeta, mas principalmente acabando com a sua existência.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Em nossa Casa sempre observamos a preocupação dos Guias com a saúde das pessoas, sempre nos lembrando de que temos que cuidar de nossa mente, de nosso espírito e de nosso corpo, procurando ter uma vid

Em novembro de 2004 escrevemos em nosso informativo uma matéria sobre a água, com objetivo de alertar que devemos nos preocupar mais com a manutenção de nossos rios, lagos e mares, os quais vêm sofren

A Umbanda é uma religião pouco compreendida e as Entidades que trabalham como Exu Pomba Gira, talvez sejam um dos pontos vistos de forma mais errônea pela maioria. Muitos têm a visão que de que suas f